Image Map

21 agosto 2014

Bananeiras/PB: Suspeito de mais de 30 homicídios é preso, diz PM

Com o homem preso na Paraíba, a polícia encontrou uma lista de nomes que se suspeita serem outras vítimas (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco) 
Um homem de 34 anos, suspeito de mais de 30 assassinatos na Paraíba, foi preso na quarta-feira (30) em Bananeiras, após ter fugido de uma ação policial na cidade de Solânea em que outro suspeito, de 35 anos, foi baleado e morreu no caminho para o hospital. Com o suspeito, foi apreendida uma lista com nomes que a polícia suspeita serem de futuras vítimas.
Segundo a Polícia Militar, os policiais receberam uma denúncia de que uma dupla estaria armada e planejando um crime no bairro Bela Vista, em Solânea, na terça-feira (19). Ao chegar no local, os suspeitos atiraram contra os policiais e na troca de tiros, um deles fugiu e o outro foi atingido. O homem, de 35 anos, foi socorrido pelos policiais e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no caminho.
Na quarta-feira (20), os agentes conseguiram localizar o suspeito que havia fugido. Ele estava na casa da mulher, em Bananeiras, e na abordagem também atirou contra os policiais. Com o suspeito, estava uma pistola calibre 38 e uma lista com nomes de pessoas.
Segundo o tenente Andrey Jones, da Polícia Militar, a lista que estava com o suspeito continha três nomes de supostos alvos. “Ele é suspeito de pelo menos dois homicídios em Solânea e tinha mais três em uma lista. Um dos homicídios não aconteceu porque prendemos a suposta vítima por tráfico de drogas na sexta (15). Os outros dois não aconteceram porque prendemos o suspeito hoje. Estas pessoas seriam mortas na próxima semana”, disse Andrey em entrevista à TV Cabo Branco.
O delegado Diógenes Fernandes explicou que o suspeito teria dito aos policiais militares que já havia feito mais de 30 homicídios, incluindo casos registrados no Sertão do estado. “Ele é uma pessoa destemida e que tem capacidade para este tipo de crime. Os grupos criminosos se aliam a ele quando interessa a morte de alguém, pois ele é considerado como uma pessoa disposta a esta prática”, disse.

Fonte:G1/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário