Image Map

08 janeiro 2016

Por medo da violência, funcionários da CBTU deixam estação na Paraíba

Funcionários da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) que trabalham na estação do bairro de Mandacaru, em João Pessoa, não foram trabalhar na manhã desta sexta-feira (8) por medo da violência. Com a falta de funcionários para cobrarem o bilhete, os passageiros que pegavam o trem metropolitano na estação de Mandacaru não pagaram a passagem, que custa R$ 0,50.
O tenente Vinícius da Gama, da Polícia Militar, confirmou que os funcionários da estação de Mandacaru não foram trabalhar. Duas equipes da PM foram até a estação na manhã desta sexta para realizar o policiamento ostensivo no local. Ele explicou que os funcionários ficaram com medo após um confronto entre jovens que fazem parte de duas facções rivais no tráfico de drogas.
Ainda de acordo com tenente, a Unidade de Polícia Solidária (UPS) de Mandacaru só tem dois veículos para realizar o policiamento no bairro, e que não há possibilidade de disponibilizar uma equipe apenas para a estação.“Alguns adolescentes vinham da cidade de Cabedelo em um dos vagões. Vinham gritando um nome de uma facção criminosa, até que encontraram outros adolescentes que estavam fora da estação, em Mandacaru. Houve agressões, troca de pedradas entre eles. E quando os seguranças foram intervir, foram agredidos”, relatou o policial militar.
Vinícius da Gama explicou ainda que a Polícia Militar realizou duas ações de conscientização e segurança em parceria com a CBTU. “Fizemos uma ação dentro dos trens no dia 30. Fizemos também uma reunião com a comunidade, sobre a preservação dos trens. É um trabalho que já vem sendo feito em conjunto com a CBTU”, completou.
Uma reunião está marcada para a manhã desta sexta-feira (8) entre a CBTU e a Polícia Militar para definir como será feito o reforço da segurança no local. Esta não é a primeira vez que a polícia registra problemas por conta da violência na área. Em 2013, houve uma onda de assaltos e brigas entre faccções. À época, a coordenadoria da CBTU havia informado que a segurança seria reforçada com a instalação de câmeras de segurança.
Em nota enviada pela assessoria, a CBTU confirmou o problema da falta de segurança em Mandacaru e informou que transferiu os seis funcionários do local para outras estações. A companhia disse que vai tentar junto com a Polícia Militar a instalação de um posto móvel na estação, só depois disso o local deve voltar ao funcionamento normal. No total, a empresa conta com apenas 29 seguranças, sendo que dois deles atuam nos vagões e os outros espalhados pelas estações. Até o final da manhã desta sexta-feira (8) os diretores e o superintendente da CBTU estavam participando de uma reunião interna para discutir a questão
.
Fonte: G1/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário