Image Map

06 maio 2016

Cruzeiro toma susto do Campinense, mas vence e avança na Copa do Brasil

Sem muita inspiração, o Cruzeiro levou um grande susto contra o Campinense, no 100º jogo da Raposa no novo Mineirão, mas fez o necessário para vencer por 3 a 2 e seguir na Copa do Brasil. A torcida chegou a perder a paciência em alguns momentos, principalmente após o gol de empate do time paraibano, que mostrou muita disciplina tática. No entanto, os cruzeirenses garantiram a classificação, apesar de o time não ter tido uma boa atuação.
Allano, uma aposta do técnico Geraldo Delamore, abriu o placar para o Cruzeiro. Adalgiso Pitbull deixou tudo igual ainda no primeiro tempo. Logo no início da etapa final, Arrascaeta, em bela cobrança de falta, fez 2 a 1. Willian fez o terceiro, e Pitbull ainda diminuiu, mas ficou mesmo 3 a 2.
Classificado para a segunda fase, o Cruzeiro agora tem o Londrina pela frente. O primeiro jogo será na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Estádio do Café, em Londrina. 
Jogo duro no Mineirão
Como mandante, o time do Cruzeiro fez as honras da casa e buscou o gol desde o primeiro minuto. Do outro lado encontrou um Campinense muito organizado e aplicado taticamente, deixando poucos espaços. Estreante da noite, o lateral-direito Lucas deu esperanças para o torcedor. Foi dele o cruzamento para Allano abrir o placar, aos 17 minutos do primeiro tempo.
O primeiro susto do segundo tempo foi para a torcida do Cruzeiro, após chute de Everaldo, mas pouco tempo depois o Mineirão voltou a celebrar. Arrascaeta, em cobrança de falta brilhante, recolocou o time azul em vantagem. A partir dai o time celeste passou a se expor menos e a controlar o placar. Sem muita força ofensiva, o Campinense pouco ofereceu trabalho para tentar a classificação.O gol não foi sentido pelo time de Campina Grande. Parece até que fez bem, pois o Campinense passou a sair para o jogo e deixar a mostra as dificuldades do Cruzeiro, que não conseguiu sair jogando e não apresentava nenhuma jogada trabalhada. Do outro lado, encontrava um adversário batalhador e rápido. E em uma jogada de contragolpe veio o empate, com Adalgiso Pitbull, que recebeu de Filipe Ramon e bateu por cima de Fábio, deixando tudo igual no fim da primeira etapa.
Melhor para o Cruzeiro, que sem se forçar muito chegou ao terceiro gol, com Willian, aproveitando contragolpe. Aos 42 minutos, Adalgiso Pitbull aproveitou cochilo da defesa e fez o segundo do Campinense, dando um suspiro para a pequena torcida do time da Paraíba no Mineirão. 
Nos minutos finais, o goleiro Gledson foi para a área do Cruzeiro, tentar a cabeçada numa cobrança de falta. Porém, a Raposa ficou com a bola e emendou um contra-ataque. Pisano arrancou e, perto da área do Campinense, fintou um adversário e foi derrubado por Gledson, que acabou expulso. Como o time paraibano já havia feito três substituições, o atacante Reginaldo Júnior foi para o gol, mas nem deu tempo de ser acionado.

Fonte: Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário