Image Map

17 agosto 2017

Paulo Silvino, ator e humorista, morre aos 78 anos no Rio

 (Foto: Zé Paulo Cardeal/Globo)
Morreu, na manhã desta quinta-feira (17), aos 78 anos, o ator Paulo Silvino, que lutava contra um câncer no estômago. Segundo a Central Globo de Comunicação, o humorista morreu em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no início da manhã. Em redes sociais, o filho mais novo do ator, João Paulo Silvino, lamentou a morte do pai. "Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado".
“Ser comediante nasceu por acaso. Talvez seja pela minha desfaçatez, porque eu nunca tive inibição de máquina. Tenho tranquilidade com a câmera e tive vantagem em televisão por isso. O riso dos cinegrafistas é o meu termômetro”. Paulo Silvino.
Segundo a família, Silvino chegou a ser submetido a uma cirurgia no ano passado, mas o câncer se espalhou e a opção da família foi que ele fizesse o tratamento em casa. A filha do humorista, Isabela Silvino, também usou as redes sociais para falar sobre a morte do pai. "Amigos, obrigada por todas as mensagens. Ainda estou naquele processar isso tudo. Mas posso dizer que ele foi bem. Sem sofrer.", afirmou.
Paulo Ricardo Campos Silvino cresceu nas coxias do teatro e nos bastidores da rádio. Isso porque seu pai, o comediante Silvério Silvino Neto, conhecido por realizar paródias de figuras públicas no Brasil dos anos 1940 e 1950, levava o menino para acompanhar seu trabalho. Paulo Silvino também mostrava talento para a música, revelado durante as aulas que tinha com a mãe, a pianista e professora Noêmia Campos Silvino.
“Eu nasci nisso. Com seis, sete anos de idade, frequentava os teatros de revista nos quais o papai participava. Ele contracenava com pessoas que vieram a ser meus colegas depois, como o Costinha, a Dercy Gonçalves.”, disse o ator em entrevista ao Memória Globo.
 (Foto: Reprodução / Facebook)
 (Foto: Blenda Gomes / TV Globo / Arquivo)
 (Foto: Renato Rocha Miranda/Globo)
Vida artística
Autor de bordões que não saem da boca do povo, Paulo iniciou a carreira no rádio, mas já nos anos 1960 se juntou ao elenco da TV Rio. Entre idas e vindas na Globo, estrelou Balança Mas Não (1968) e teve destaque nos programas humorísticos Faça Humor, Não Faça Guerra (1970), Uau, a Companhia (1972), Satiricom (1973), Planeta dos Homens (1976), e Viva o Gordo (1981). Em Zorra Total (1999), seu personagem Severino (que analisa "cara e crachá") se tornou popular.
Silvino nasceu no Rio de Janeiro em 27 de julho de 1939 e pisou num palco pela primeira vez aos nove anos de idade, quando se atreveu a soprar as falas para um ator de uma peça que o pai participava. Na adolescência, ele se apresentava como crooner de um conjunto de rock, acompanhado por músicos como Eumir Deodato (acordeon), Durval Ferreira (guitarra) e Fernando Costa (bateria).
Seu lado cômico já se manifestava durante os números do quarteto. Quando cantava Singin' in the Rain, por exemplo, costumava abrir um guarda-chuva no palco. A primeira performance profissional aconteceu em 1956. Anunciado como Paulo Ricardo, para evitar associações com o pai, cantou dois sucessos de Little Richards para a platéia do Programa César de Alencar, na Rádio Nacional. Durante a apresentação, rasgou as próprias roupas e, apoteoticamente, comeu o medalhão de "ouro" que estava usando, na verdade, um biscoito pintado de amarelo.
Na década de 1970, o comediante trabalhou nos programas Faça Humor, Não Faça Guerra (1970), Uau, a Companhia (1972), Satiricom (1973) e Planeta dos Homens (1976). Deixou sua marca como intérprete de personagens lunáticos e criou bordões absurdos como "Ah, eu preciso tanto!", "Eu gosto muito dessas coisas!", "Guenta! Ele guenta!", "Ah, aí tem!" e "Dá uma pegadinha!".

Fonte: G1

10 agosto 2017

Florânia/RN: Assassinato registrado nesta madrugada de quinta-feira

A equipe de plantão da Polícia Militar de Florânia recebeu o comunicado por volta das 4h30 da manhã desta quinta-feira(10) onde se tratava de um corpo com marca de balas na estrada que dar acesso ao cemitério Público de Florânia, mais precisamente na Rua Severino Azevedo da Silva.
Ao chegar no local encontrou um corpo com perfurações de bala na barriga e cabeça.
Segundo populares os tiros foram ouvidos por volta de meia noite. A Polícia e o ITEP estavam no local no momento da edição desta matéria.
O corpo trata-se de Geraldo Galdino da Silva de 26 anos residente em Florânia e natural de Duque de Caxias, o mesmo era vigia noturno de ruas e não tinha passagem pela polícia.
A equipe da PM que atendeu a ocorrência foi composta por Cabo Antônio e Cabo Joanilson.

Fonte: Edson Dantas

04 agosto 2017

MP investiga fraudes em contratos de iluminação pública em Caicó, RN; polícia cumpre 6 mandados de prisão

 (Foto: Sidney Silva)
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) uma operação denominada Blackout, que investiga fraudes em contratos de iluminação pública na Prefeitura de Caicó no valor de R$ 1.138.970. Ao todo, foram expedidos 12 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e residências particulares, além de 6 mandados de prisão.
Segundo o MP, a operação conta com a participação de 16 promotores de Justiça e apoio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRN, do Ministério Público de Pernambuco e das PMs potiguar e pernambucana.
As investigação demonstram que a associação criminosa atua de forma serial na prática de crimes como peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraude a procedimento licitatório.
Pelo que foi apurado pelo MP do RN, há indícios de superfaturamento e pagamento de propina a agentes públicos da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos do Município de Caicó em contratos firmados para a prestação de serviços de iluminação pública.
O MP afirmou que o secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos de Caicó, Abdon Augusto Maynard Júnior, cooptado pela associação criminosa antes mesmo de assumir a pasta, foi afastado do cargo por decisão judicial. Também foi afastada do cargo de diretora do Departamento de Iluminação Pública de Caicó, Ruth de Araújo Ferreira, nomeada a serviço da associação criminosa para repassar informações privilegiadas. O G1 tentou falar com os afastados, mas não conseguiu contato.
Cidade Luz
A operação Blackout é um desmembramento da operação Cidade Luz, deflagrada no dia 24 de julho de 2017, que descortinou esquema criminoso nos contratos de iluminação pública realizados pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos do Município de Natal (Semsur).

Fonte: G1/RN

Inep devolve dinheiro a candidato da PB que pagou 10 vezes valor da taxa do Enem

 (Foto: Lenilson Guedes/Arquivo Pessoal)
O estudante paraibano que pagou R$ 820 pela inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017recebeu nesta quinta-feira (3) o valor excedente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Em maio deste ano, o pai do candidato, Lenilson Guedes, colocou um zero a mais na hora de pagar a taxa de R$ 82.
“Foram vários e-mails que eu mandei para a ouvidoria do Governo Federal reclamando que o Inep não tava resolvendo o meu caso. Acho que de tanto encher o saco e depois que a imprensa divulgou, eles resolveram devolver do dinheiro. Mas foi sufoco. Finalmente, hoje, o dinheiro, eu recebi na boca do caixa”, explicou Guedes.
O Inep ressaltou que o edital do Enem 2017 explicita em seu item 3.2.2 “que o valor referente à taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, exceto no caso de cancelamento do Enem 2017”. Entretanto, a Comissão de Demandas do Inep decidiu pelo reembolso da diferença dos valores.
Relembre o caso
O estudante paraibano Leonardo Guedes, de 17 anos, entrou com uma ação na Justiça contra o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para tentar recuperar o valor excedente pago pela taxa de inscrição do Enem 2017. O candidato acabou pagando R$ 820 pela inscrição em vez de R$ 82. Na época, o Inep informou ao G1 que o valor não seria devolvido.
"Eu cometi um erro quando fui pagar a taxa do Enem do meu filho. É que quando foi para debitar na minha conta do Banco do Brasil, acabei colocando um zero a mais e saiu R$ 820, quando o certo seria R$ 82", explicou o pai do estudante, o jornalista Lenilson Guedes.
Para Lenilson, o Inep se apropriou de um dinheiro que pertence a ele. O jornalista ressaltou que não quer o cancelamento da inscrição, mas apenas o valor excedente que foi pago. “Lamento que o Inep tenha esse tipo de postura. O edital prevê que a taxa do Enem não será devolvida. O meu caso é totalmente diferente. Eu apenas quero ter o dinheiro que passou da taxa de inscrição. Nada mais do que justo", afirmou Guedes.
O pai do candidato explicou que a transação foi feita diretamente nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil e o valor foi descontado automaticamente de sua conta corrente, não sendo possível corrigir o erro. Ele ainda procurou a gerência do banco, mas foi informado que a instituição não tinha competência para estornar o valor pago.

Fonte: G1/PB

02 agosto 2017

'Não era para estar nenhum vivo', lembra refém de assalto em Cuité, na PB

(Foto: Reprodução/TV Paraíba)
“A forma que aconteceu não era pra estar nenhum vivo”. Acreditando que foi salva por milagre, foi com estas palavras de esperança e alívio que uma das mulheres feitas reféns em uma tentativa de assalto durante um culto na cidade de Cuité, no Curimataú da Paraíba, falou pela primeira vez sobre o que viveu na noite de domingo (30). Laura Emília Macedo, 29 anos, diz que quando o grupo chegou armado, ela pensou que tudo não passava de uma brincadeira de mau gosto.
Seis pessoas ficaram feridas durante o tiroteio entre os assaltantes e a Polícia Militar. Entre os baleados estavam um homem e duas mulheres que foram feitos reféns durante a ação. Um policial e dois dos suspeitos também ficaram feridos. Apenas dois deles seguem internados, mas não correm risco de morte.
Emocianada, Laura lembrou do momento em que foi levada como refém com o filho de apenas dois anos e o marido correu atrás do veículo desesperado. “Quando eles levaram meu filho, ele [o marido] não foi e só quando eu olhei pra trás, vi ele correndo atrás do carro”, conta.
O vigilante Manoel dos Santos, de 54 anos, disse que passava em frente à igreja quando um dos assaltante correu atrás dele e o fez refém. Ele relatou o pânico que viveu enquanto um dos criminosos estava com uma arma apontada para a cabeça da criança de 2 anos. “Passamos cerca duas horas no carro, com a mãe pedindo para soltar a criança e eles dizendo que não iriam soltar. Um deles, inclusive, dizendo que deveriam matar os reféns”, lembra.
Três assaltantes presos
Três assaltantes já foram presos pela Polícia Civil. Segundo o delegado do caso, Elias Rodrigues, eles confessaram que queriam sequestrar uma das pessoas que estavam no culto e, em seguida, ir até a casa da família dele para roubar uma quantia de dinheiro que estava guardada.
O outro suspeito do assalto segue internado no Hospital de Emergência de Trauma de Campina Grande, sob escolta policial. Tanto Laura Emília, quanto o vigilante Manoel dos Santos já estão na enfermaria da unidade de saúde e não correm mais risco de morte.

Fonte: G1/PB

Currais Novos/RN: Juiz manda reabrir parcialmente CDP.

(Foto: Jaime Junior )
O juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior, da Vara Criminal de Currais Novos, na região Seridó potiguar, decretou a liberação parcial do Centro de Detenção Provisória (CDP) do município e determinou que ele volte a receber presos provisórios. As celas foram fechadas pela própria Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado (Sejuc), em junho, após fuga de quatro presos da unidade.
Na ocasião do fechamento, pelo menos 68 presos foram transferidos para outras unidades prisionais do estado. Pela decisão, novas transferências só poderão acontecer com autorização judicial.
Em nota enviada ao G1, a Sejuc informou que não foi oficialmente comunicada sobre o assunto e não pode se manifestar 'sem antes possuir total conhecimento da decisão judicial'.
Na interdição administrativa, a justificativa da Sejuc era de que o CDP passaria por uma reforma. As obras não começaram, até agora. Desde então, a unidade recebia apenas os 21 presos do sistema semiaberto que vão dormir no anexo (com capacidade para 40 pessoas) e saem durante o dia.
O CDP tem capacidade para 60 presos em regime fechado, com cinco celas, no ambiente térreo e pavimento superior, com dimensões que vão de 7,00 m² a 22,33 m².
Em julho, um acordo entre a promotoria do município o estado autorizou a unidade a receber presos durante o período de festas da padroeira da cidade, para evitar que a polícia tivesse que se deslocar para Caicó, também na região Seridó, a fim de entregar os detidos ao sistema penitenciário. Por causa disso, 10 presos provisórios estão na unidade. Mas uma determinação administrativa recebida nesta terça-feira (1º), pelos agentes da unidade, informava da transferência deles para o CDP de Parelhas.
Após realizar uma inspeção na unidade, o juiz Marcos Vinícius considerou que, diante do 'caos' vivido no sistema penitenciário do RN, é totalmente sem razoabilidade a interdição total do CDP para a realização de reforma. Ainda como argumento, o magistrado apontou que as demais unidades da região estão superlotadas.
De acordo com ele, o CDP de Parelhas está com 153 presos, tendo capacidade para 80. E a Penitenciária Estadual do Seridó contabiliza 386 presos, sendo que sua capacidade é de 337 presos.
“Pela inspeção ficou constatado que o Centro de Detenção Provisória de Currais Novos tem melhores condições de receber os presos provisórios da comarca de Currais Novos (cidades de Currais Novos, Lagoa Nova e Cerro Corá), que os locais de internação provisórias existentes no Seridó, ou seja, Parelhas e Caicó”, disse na decisão.
Providências
Em sua decisão, o juiz ainda determinou que a cela 05 não poderá custodiar presos até que a estrutura dela seja reforçada. Foi dessa carceragem que fugiram quatro presos no mês de junho. A última ocorrência desse tipo, na unidade, tinha acontecido em 2013. O juiz ainda salientou que presos mais perigosos e com histórico de fugas devem ser encaminhados para locais com maior estrutura de segurança.
O juiz ainda determinou que o Estado nomeie de um novo diretor para a unidade e que seja oficiada aos agentes penitenciários do CDP a proibição de transferência dos presos, a não ser com autorização judicial.

Fonte: G1/RN

31 julho 2017

Cuité/PB: Três reféns, um policial e dois suspeitos ficam feridos em tiroteio


(Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Seis pessoas ficaram feridas durante um tiroteio na noite de domingo (30) na cidade de Cuité, no Curimataú da Paraíba. Entre os baleados estão um homem de 54 anos e duas mulheres, de 29 e 21 anos, que foram feitos reféns durante a ação. Um policial e dois dos suspeitos também ficaram feridos. Um terceiro suspeito foi preso e outros dois conseguiram fugir.
Segundo informações da Polícia Militar, cinco homens encapuzados, fortemente armados e usando roupas do exército invadiram uma igreja evangélica e tentaram roubar a caminhonete de um dos fiéis. Ainda conforme a PM, o veículo seria utilizado para prática de assaltos na região.
Quatro pessoas, sendo o pai, a mãe, o filho de um ano e meio e a babá, que estavam saindo do culto foram rendidas e levadas na caminhonete da família como reféns. Uma pessoa não identificada conseguiu ligar para a polícia, que chegou rápido e iniciou uma perseguição e troca de tiros com os suspeitos por várias ruas da cidade.
Durante o tiroteio, dois assaltantes, três reféns e um policial ficaram feridos e as vítimas só foram liberadas após uma negociação que durou uma hora. Já os suspeitos bateram com a caminhonete após serem interceptados por outras viaturas.
Segundo a polícia divulgou na manhã desta segunda-feira (31), um terceiro suspeito foi preso e com eles foram encontrados uma pistola calibre 380, munições, três coletes à prova de balas, toucas ninjas e objetos levados no assalto.
Segundo o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, para onde os feridos foram levados, a vítima que está em estado mais grave é o pai, de 54 anos. Ele foi atingido por tiros no tórax e no braço direito e passou por procedimentos cirúrgicos. Uma das mulheres, de 29 anos recebeu alta, mas a outra, de 30, sofreu uma fratura na clavícula e segue internada na área amareala do hospital.
O policial militar foi ferido no braço, foi atendido e recebu alta. Um dos suspeitos feridos na ação, de 22 anos, passou por cirurgia e seu estado de saúde é considerado estável. Ele segue internado na enfermaria cela. O outro ferido, de 29 anos, recebeu alta.

Fonte: G1/PB

29 julho 2017

Após assalto, trio é espancado pela população na Zona Norte de Natal

(Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Um homem e duas mulheres foram espancados por moradores do conjunto Parque dos Coqueiros, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, Zona Norte de Natal, na manhã desta sexta-feira (28). De acordo com a polícia, os três tentaram roubar uma loja de roupas e foram surpreendidos por pessoas da comunidade, que os agrediram.
O caso aconteceu por volta das 10h. Segundo a proprietária da loja, que não quis se identificar, os três chegaram como clientes. Depois a abordaram com uma faca, recolheram mercadorias e a trancaram dentro do banheiro. Em seguida os suspeitos tentaram fugir por uma rua lateral ao comércio.
No entanto a dona da loja de roupas conseguiu destrancar a porta banheiro e saiu gritando que havia sido roubada. As pessoas que estavam na rua perseguiram os suspeitos e, ao conseguirem alcançá-los, os espancaram.
Após o espancamento, populares acionaram a polícia, que chegou ao local com a situação já controlada. Os PMs socorreram os três ao hospital. Nenhum deles quis suturar os ferimentos. Em seguida, os suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Plantão da Zona Norte, onde foi registrada a ocorrência.

Fonte: G1/RN

28 julho 2017

PM inicia operação de combate a homicídios, roubos e tráfico em cinco cidades da PB


(Foto: Wagner Varela/Polícia Militar da Paraíba)
A Polícia Militar da Paraíba deflagrou na noite de quinta-feira (27) uma operação para combater os crimes de homicídio, roubo e tráfico de drogas em João Pessoa e mais quatro cidades paraibanas. Na primeira noite da ação, que segue até a manhã de segunda-feira (31), a PM deteve cinco pessoas e apreendeu 39 veículos.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, nas próximas 84 horas, a corporação vai intensificar as blitzen, rondas e abordagens, chegando a mobilizar mais de 2 mil policiais neste fim de semana. A 22ª edição da Operação Impacto acontece em João Pessoa, Santa Rita na Região Metropolitana da capital paraibana, Sapé na Zona da Mata, Campina Grande e Catolé do Rocha, no Sertão.
Além das prisões e apreensões, a Polícia Militar registrou uma redução de 80% dos roubos. No período da primeira noite da operação, desde às 18h de quinta-feira, não foi registrado nenhum crime contra a vida, nem mesmo tentativa de homicídio, segundo levantamento da Polícia Militar.
As cidades onde acontecem a operação tiveram um histórico recente de tiveram uma incidência maior de crimes, conforme análise da estatística e monitoramento do serviço de inteligência, que realizaram um estudo do perfil dos criminosos para tentar localizá-los e prendê-los durante a operação.
Na capital, onde a PM realiza ações em 12 bairros, foram empregados 350 policiais auxiliados por drones. No total, nas cinco cidades alvo da Operação Impacto, somente na primeira noite, a PM contou com 660 policiais e 146 viaturas.
Prisões e apreensões
No bairro do Geisel, em João Pessoa, um casal foi detido suspeito de praticar assaltos em quatro bairros na Zona Sul. Utilizando uma moto para praticar os crimes, o jovem de 24 anos e uma adolescente de 17 anos atuavam nos bairros de Mangabeira, Jardim Cidade Universitária, Geisel e Funcionários 4.
Ainda em João Pessoa, no bairro da Torre, três adolescentes foram apreendidos suspeitos de roubarem uma farmácia. Com eles, a PM apreendeu um simulacro de pistola e os objetos levados do estabelecimento como mel, chocolate, desodorante, etc.
Durante as blitze, a PM apreendeu 39 motocicletas por prática de direção perigosa e perturbação do sossego dos moradores, pois estavam sendo usadas em rolezinhos pelas ruas da capital. As apreensões aconteceram em Miramar, Tambaú e Roger em João Pessoa.
Balanço da primeira noite
Um casal, de 24 e 17 anos, detido suspeito de roubo
Três adolescentes apreendidos por roubar farmácia
39 motocicletas apreendidas durante "rolezinho"
Redução de 80% dos roubos nas cinco cidades alvos da operação
Nenhum crime contra a vida registrado pela Polícia Militar

Fonte: G1/PB

27 julho 2017

CURRAIS NOVOS/RN: GRAVE ACIDENTE FOI REGISTRADO NA BR-226

NA NOITE DESSA QUARTA-FEIRA 26/07, UM GRAVE ACIDENTE FOI REGISTRADO NA BR-226, APROXIMADAMENTE 10 QUILÔMETROS DE CURRAIS NOVOS, ONDE UM VEÍCULO DE PASSEIO COLIDIU EM UM CAMINHÃO.
INFORMAÇÕES CHEGADAS AO BLOG DÃO CONTA QUE O CONDUTOR DO VEÍCULO DE PASSEIO IDENTIFICADO COMO ADAILSON JUSTINO DA SILVA, 30 ANOS, RESIDENTE EM NATAL, TERIA PERDIDO O CONTROLE E COLIDIDO CONTRA O CAMINHÃO. O MESMO FOI SOCORRIDO PARA O HOSPITAL REGIONAL MARIANO COELHO ONDE SE RECUPERA DO GRAVE ACIDENTE.
OUTRO PASSAGEIRO DO CARRO TAMBÉM FOI SOCORRIDO E PASSA BEM. SÓ ESSAS INFORMAÇÕES CHEGADAS AO BLOG ATÉ O MOMENTO.

FONTE: ADAILSON CARLOS/ J JÚNIOR