Image Map

25 novembro 2018

Bananeiras/PB: Jovem relata sofrer preconceito por vender picolé nas ruas

Foto: Reprodução/Instagram
“Olha o picolé da Lú”. É assim que a adolescente Lucyanna Silva, de 17 anos, vende picolé nas ruas da cidade de Bananeiras, no Agreste da Paraíba. A estudante começou o trabalho há três anos, quando o tio dela, que sustentava a família, morreu. Mas mesmo acostumada a sair todos os dias empurrando o carrinho de picolé nas ruas, em um desabafo em uma rede social a jovem relatou o preconceito que sofre por ser mulher e fazer esse trabalho para ajudar a família.
“Faz 3 anos que vendo picolé e ainda tem gente que fica espantado quando falo sobre isso. É como se uma menina de 17 anos que sai no sol quente para ganhar seu próprio dinheiro, fosse coisa de outro mundo", publicou.
"Eu já passei por muitas coisas nesse tempo, quantas e quantas piadinhas desrespeitosas que chega dá pena do ser humano, quantos dedos apontados pra mim como se o que ‘tivesse’ fazendo fosse errado, quantas risadinhas de meninas que querem ser o que não é, não é fácil. Já ouvi muitos pais falando que a filha ou a vizinha tinha vergonha de trabalhar, vergonha de vender algo, que me olhavam e diziam: ‘quanta coragem’ ou ‘Deus me livre’”, desabafou a jovem em seu perfil do Instagram.
Ao G1, a jovem contou que, quando o tio morreu, ele morava com a família dela e ajudava a sustentar ela e os irmãos. “Quando meu tio morreu, aqui em casa ficou uma situação muito difícil, porque minha mãe não trabalha e meu pai é ajudante de pedreiro e nem sempre tem um trabalho pra ele, então aqui em casa não tem uma renda”, disse Lucyanna.
A adolescente relatou que, após a morte do tio, o irmão mais velho dela conseguiu o carrinho de picolé para seu irmão mais novo, de 16 anos, vender pelas ruas da cidade. “Ele começou vender os picolés pela manhã e estudava à tarde, mas depois ele não quis mais vender e então eu vi nisso a oportunidade de ajudar em casa, mesmo ganhando pouco eu poderia comprar minhas coisas e diminuir as contas pra minha mãe”.
“Eu tinha 14 anos quando falei pra minha mãe que ia vender os picolés, ela olhou pra mim e perguntou se eu tinha coragem, eu falei que tinha e comecei a vender nas ruas”, disse Lucyanna Silva, de 17 anos.
No início, a adolescente vendia os picolés com a ajuda de uma prima dela. “Minha prima andava com uma bolsinha pra passar o troco, porque eu era muito nova e era a primeira vez que lidava com dinheiro, então eu ia só empurrando o carrinho e gritando ‘olha o picolé’”, contou.
Ano passado, a prima de Lucyanna parou de vender os picolés junto com ela. Mas a adolescente decidiu continuar sozinha com o trabalho pelas ruas da cidade. “Até hoje eu vendo picolé e ainda não consigo ganhar tanto pra ajudar aqui em casa com as coisas, mas pelo menos as minhas coisas eu compro e às vezes ajudo em casa com alguma coisa que precisa”, afirmou.
“Eu já passei por muita coisa, principalmente por ‘piadinhas’ de homens. Um dia voltei quase chorando pra casa porque um grupo de meninos com mais condições do que eu ficou ‘debochando’ do meu trabalho, mas eu respirei fundo e fui em frente”, lamentou.
Apesar do preconceito que sofre por vender picolé nas ruas, Lucyanna disse que recebe muitos elogios pelo trabalho. “Algumas pessoas elogiam o meu trabalho e ainda me dão conselhos sobre a vida, então pra mim é isso que importa, é o que me faz continuar”, revelou a adolescente.
“Meninas e até meninos todo trabalho é digno, e nada na sua vida cai do céu, vocês não precisam trabalhar só se tiver passando necessidade, até porque eu não passo, mas resolvi sair da asa dos meus pais para poder ter dinheiro e comprar minhas próprias coisas. Nunca deixem de fazer algo por vergonha, por medo do que vão pensar, medo se o ‘boy’ não vai querer mais, medo se os amigos vão se afastar, se caso isso acontecer é porque nenhum merecia vocês ao lado deles, sei que esse é o medo”, diz outro trecho do desabafo da jovem no Instagram.
Sobre o desabafo em uma rede social, Lucyanna disse que o relato foi para tentar mostrar as pessoas que elas não devem desistir do que fazem por vergonha ou preconceito.
“As coisas na vida são muito difíceis, principalmente questão de dinheiro, e tem muita gente que se acomoda, decide não trabalhar pra viver às custas dos pais ou de qualquer outra coisa, então o desabafo foi a forma que eu encontrei de dizer que a gente não precisa ter vergonha dos trabalhos mais simples da vida”, concluiu.
Foto: Arquivo Pessoal/Lucyanna Silva

Fonte: G1/PB

05 outubro 2018

Currais novos/RN: MP Eleitoral apreende materiais de campanha que apresentam Lula como candidato

 Foto: MPE/Divulgação
O Ministério Público Eleitoral (MPE) aprendeu 545 panfletos, adesivos e santinhos considerados irregulares no comitê de campanha do Partido dos Trabalhadores (PT) em Currais Novos, região Seridó potiguar. A operação aconteceu na manhã desta sexta-feira (5). Conforme o MPE, o material apreendido apresenta menção ao ex-presidente Lula como candidato à Presidência.
O mandado de busca e apreensão foi determinado pelo juíz da 20ª Zona Eleitoral e cumprido pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da Promotoria de Justiça da cidade, com apoio da Polícia Militar.
O G1 procurou a assessoria do partido e aguarda posicionamento sobre o assunto.
O ex-presidente Lula teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral, que autorizou os juízes auxiliares da propaganda eleitoral – em todo o país – a mandar apreender qualquer material que constatassem nessa condição, excetos aqueles impressos em que Lula aparece apenas como apoiador, a exemplo do que utiliza o slogan “Haddad é Lula”.
"Em alguns estados foi detectada a continuidade da utilização e da distribuição do material proibido, mesmo depois da decisão do TSE. No Rio Grande do Norte, inúmeras denúncias têm chegado ao Ministério Público Eleitoral, inclusive instruídas com vídeos e fotografias do material verificado", informou o MPE.
Os encaminhamentos dessa apreensão serão adotados no âmbito da investigação, que transcorre na Promotoria Eleitoral da 20ª Zona Eleitoral.

Fonte: G1/RN

08 setembro 2018

Macaíba/RN: Grávida de dois meses é morta a facadas

Uma mulher, grávida de dois meses, foi assassinada a facadas no final da tarde desta sexta-feira (7) em Macaíba, cidade da Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, o suspeito do crime é o companheiro da vítima, que fugiu com a faca na mão. Um dos filhos do casal, um menino de 10 anos, estava com a mãe no momento em que ela foi atacada.
Ainda de acordo com a PM, a mulher foi identificada como Márcia Pereira do Nascimento, de 39 anos.
“O crime foi na rua Santa Luzia, no centro da cidade. O casal estava bebendo e houve uma discussão. Foi quando ela foi esfaqueada. O que sabemos até agora é que o suspeito é companheiro dela, e que fugiu levando a faca com ele”, disse o tenente Dênis, do 11º BPM.
Ainda de acordo com o oficial, a família contou que Márcia havia apanhado do marido fazia poucos dias, e que ela foi aconselhada a acabar o relacionamento, mas não o fez.
Buscas pelo criminoso estão sendo feitas na região.

Fonte: G1/RN

Paraibano morre ao cair de falésia no RN; durante regaste do corpo, bombeiros são atacados por abelhas

Um homem de 69 anos morreu na madrugada desta sexta-feira (7) ao cair de uma falésia e cinco metros de altura na comunidade de Ponta do Mel, em Areia Branca, município da região Costa Branca potiguar.
Antônio Alves Barreto participava de um retiro religioso no local, conhecido como Mirante das Cruzes.
Durante o resgate do corpo, três socorristas do Corpo de Bombeiros foram atacados por abelhas e precisaram ser levados para o hospital. Os militares foram medicados e passam bem.
Em contato com o G1, o sargento Pereira, que participou da operação, disse que o idoso estava acompanhado da esposa e de dois casais de amigos quando despencou. O caso está sendo tratado como acidente.
Antônio nasceu em São Bento, no estado da Paraíba, mas morava em Mossoró, no Oeste potiguar.

Fonte: G1/RN

02 setembro 2018

Nova Floresta/PB:Troca de tiros entre polícia e assaltantes deixa saldo de dois mortos

Na noite deste sábado (1), policiais militares do destacamento da cidade de Nova Floresta, Curimataú paraibano, estavam em diligência na zona rural do município, oportunidade em que foram abordados por uma senhora grávida e um homem em uma motocicleta que comunicaram ser vítima de um assalto. De imediato os policiais saíram em direção da comunidade rural de Pororoca, local da ação delituosa para tentar localizar os assaltantes.
Segundo informações, por coincidência os policiais quando se deslocavam para o local do ocorrido, depararam com outra situação, os mesmos indivíduos já estavam assaltando dois rapazes, inclusive uma vítima foi atingida com um tiro no rosto. Ato continuo a polícia saiu em perseguição aos acusados, e na troca de tiros resultou na morte dos dois assaltantes que até o fechamento desta matéria não tinha sido identificado.
Os meliantes baleados foram socorridos para a Unidade Mista de Saúde da cidade de Nova Floresta, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.
Diversas viaturas e efetivos da polícia militar foram mobilizadas e apreenderam uma motocicleta e armas utilizadas pelos meliantes nos dois assaltos praticados.

Fonte: Portal do Curimataú
A imagem pode conter: comida e texto

31 agosto 2018

Joâo Pessoa/PB: Em 12 horas, PM prende três suspeitos de latrocínio de bombeiro

 (Foto: Divulgação/Polícia Militar da Paraíba)
Em menos de 12 horas, a Polícia Militar prendeu três suspeitos de matarem um sargento do Corpo de Bombeiros Militar. Um jovem foi preso no bairro Valentina de Figueiredo em João Pessoa no início da noite de quinta-feira (30), suspeito de ser o condutor da motocicleta do atirador. No final da noite, a PM chegou ao suspeito de efetuar os tiros, um jovem de 20 anos, preso em um comunidade no Quadramares. O terceiro, de 32 anos, foi preso na madrugada desta sexta-feira (31) por ter encomendado a morte.
O sargento dos Bombeiros, Joselio Leite, foi morto a tiros dentro do quartel no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. O caso aconteceu na manhã de quinta-feira, quando dois homens em uma moto chegaram no quartel, um deles desceu e entrou na guarita onde a vítima estava. O sargento reagiu, foi baleado por um dos suspeitos e morreu no local. Imagens de uma câmera de segurança mostram Joselio Leite sendo ferido a tiros.
De acordo com a Polícia Militar, o crime foi executado para roubar a pistola da vítima. O roubo foi encomendado por um presidiário que cumpre pena alternativa por tráfico de drogas, realizando serviços diários de faxina no local onde o bombeiro militar trabalhava.
Ainda segundo a polícia, os suspeitos foram localizados por meio de buscas realizadas por policiais militares de várias unidades, que passaram a verificar as denúncias recebidas pela população por telefone e por aplicativos de mensagens instantâneas.
 (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Suspeitos presos
Jonas Ribeiro Sobrinho, 20 anos: suspeito de atirar e matar o sargento dos Bombeiros.
Natan Antônio de Carvalho, 18 anos: motociclista que ajudou atirador na fuga.
Thiago Ribeiro da Cunha, 32 anos: suspeito de encomendar roubo da arma do bombeiro.
Conforme levantamento feito pela Polícia Militar, todos os três suspeitos presos têm algum tipo de antecedente criminal. Jonas Ribeiro Sobrinho, suspeito de matar o sargento a tiros, inclusive, tinha sido preso na última sexta-feira (24) com drogas durante buscas feitas na 31ª edição da operação Impacto, mas foi liberado na delegacia, após um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Ele já cumpre pena em regime aberto.
Natan Antônio de Carvalho, motociclista que deu fuga ao atirador, quando era adolescente, havia sido apreendido por tráfico de drogas. Por sua vez, Thiago Ribeiro da Cunha, suspeito de encomendar o crime, cumpre pena medida alternativa no quartel onde o sargento trabalhava. Ele teria encomendado o crime, já que queria vender a pistola do sargento por um valor de R$ 6 mil. Além de indicar o momento exato para que os outros suspeitos praticassem o roubo.
A Polícia Militar apreendeu a motocicleta utilizado pela dupla na fuga do latrocínio, o révólver calibre 38 utilizado para matar o sargento Joselio Leite e a pistola roubada do bombeiro no crime. Os suspeitos e o material apreendido foram encaminhados para Central de Polícia Civil.
Os três presos foram autuados pelo crime de latrocínio, que prevê pena entre 20 a 30 anos. A audiência de custódia dos suspeitos deve ocorrer nesta sexta-feira (31).

FONTE: G1/PB

24 agosto 2018

Operação nacional contra feminicídios e homicídios cumpre mandados de prisão no RN

 (Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação)
Mais de 2000 policiais civis, de todo o país, cumprem nesta sexta-feira (24) mandados de prisão contra autores de crimes de homicídios e feminicídio. No Rio Grande do Norte, até o meio-dia, 17 pessoas haviam sido presas nas cidades de Natal, Parnamirim e Mossoró.
Batizada de Cronos, a operação tem apoio do Ministério da Segurança Pública (MSP) e é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícias Civis (CONCPC).
Em alguns estados também estão ocorrendo prisões de pessoas que descumpriram medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha.
Cronos
A escolha do nome Cronos vem da referência à supressão do tempo de vida da vítima, reduzido pelo autor do crime. Ao mesmo tempo, com a prisão dos autores de homicídio e feminicídio, espera-se o impedimento da prática de novos crimes.
Mutirão Maria da Penha
(Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação)
A Delegacia de Polícia Civil de São José de Mipibu está realizando, nesta sexta-feira (24), o 10º Mutirão Maria da Penha. O objetivo é agilizar 67 inquéritos policiais que investigam crimes praticados contra mulheres. Uma equipe de aproximadamente 20 policiais civis vai ouvir 60 pessoas, entre testemunhas, vítimas e investigados.
Delegacia de São José de Mipibu realiza o 10º Mutirão Maria da Penha; 60 pessoas devem ser ouvidas nesta sexta-feira (24) 

FONTE: G1/RN

18 agosto 2018

A PRF realiza Operação Tadarida na divisa da PB/RN

A operação tem por finalidade reforçar a fiscalização, combatendo o excesso de velocidade, consequentemente, diminuindo os índices de acidentes de trânsito, dando mais segurança à rodovia e reduzindo a gravidade das ocorrências nas áreas de interesse da União.
A PRF tem executado fiscalização de excesso de velocidade em locais intermediários aos pontos com equipamentos fixos. A ocorrência de acidentes nestes pontos foi o principal fator para a adoção de medidas, já que houve identificação de que condutores reduzem a velocidade para passagem em local em equipamento fixo e, depois, voltam a conduzir acima da velocidade regulamentada para a via.
Durante o primeiro dia da Operação Tadarida, em um período de pouco mais de 16 horas, 1621 imagens foram capturadas, onde 270 condutores foram autuados e 18 veículos foram recolhidos. Os números do balanço final serão disponibilizados após o término da operação.
O objetivo da Operação Tadarida é coibir a conduta de motoristas que excedem a velocidade e colocam em risco a vida dos usuários da via, aumentando o risco de acidentes graves. Denúncias podem ser feitas à PRF através do telefone 191.

Fonte: Assess. PRF

03 junho 2018

Eleitores de 5 municípios do RN vão às urnas neste domingo

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte realiza, neste domingo (3), eleições suplementares para o cargo de prefeito e vice-prefeito nas cidades de João Câmara, Pedro Avelino, Galinhos, Parazinho e São José do Campestre. O pleito Acontece de 08h às 17h. 
Cerca de 23,8 mil eleitores serão mobilizados para escolherem os novos representantes de suas cidades. Os antigos tiveram mandatos cassados pela Justiça Eleitoral.
Ao todo, serão 46.857 eleitores distribuídos nos cinco municípios:
João Câmara: 22.886 eleitores e 98 seções eleitorais 
Pedro Avelino: 6.944 eleitores e 22 seções eleitorais 
Galinhos: 2.315 eleitores e 9 seções eleitorais 
Parazinho: 5.133 eleitores e 16 seções eleitorais 
São José do Campestre: 9.579 eleitores e 31 seções eleitorais.
Candidatos
Em João Câmara
(PSD/PP)
Candidata a prefeita: Joserlania Jorlany Leite do Nascimento
Candidata a vice-prefeito: Raimundo Antunes de Miranda
(DEM)
Candidato a prefeito: Manoel dos Santos Bernardo
Candidata a vice-prefeita: Anna Katharina Bandeira da Costa Dias Almeida
Em Pedro Avelino
(PRB)
Candidato a prefeito: Francisco Hélio de Araújo
Candidato a vice-prefeito: Rodrigo Cavalcanti Contreras
(MDB/PSD)
Candidato a prefeito: José Alexandre Sobrinho
Candidato a vice-prefeito: Elson Batista da Trindade
Em Galinhos
(PRB/PMDB)

Candidato a prefeito: Mário Hélison da Silva Lima
Candidato a vice-prefeito: Francisco Caetano Júnior
(PR/PTB)
Candidato a prefeito: Francinaldo Silva da Cruz
Candidata a vice-prefeita: Ivone Lima Bezerra da Rocha
Em Parazinho
(PMN/PR)

Candidato a prefeito: Carlos Veriano de Lima
Candidato a vice-prefeito: Marcos Antônio de Oliveira
(DEM)
Candidato a Prefeito: Atiliano Carlos de Souza
Candidata a Vice-Prefeita: Francisca Bezerra do Nascimento e Silva
Em São José do Campestre
(MDB/PHS)

Candidato a prefeito: Joseilson Borges da Costa
Candidato a vice-prefeito: Eribaldo Lima
(PRB/PSB)
Candidato a prefeito: Régio Luciano Xavier Alves
Candidato a vice-prefeito: Afrísio Marinho dos Santos Neto

Fonte:  Assessoria de Comunicação

02 junho 2018

Natal/RN: Ônibus é incendiado e empresas recolhem frota das ruas

(Foto: Sergio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)
Um ônibus foi incendiado no Bairro Nordeste, na Zona Oeste de Natal, no início da tarde deste sábado (2). De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), todas as empresas de ônibus recolheram a frota das ruas após o fato.
"Todas as empresas de ônibus estão recolhendo a frota após ataque. Fica autorizado aos táxis, escolares e veículos de fretamento turísticos devidamente licenciados a realizarem lotação até a normalização da circulação dos ônibus", informou a STTU no twitter oficial da secretaria.
De acordo com a Polícia Militar, quatro homens em duas motos cercaram o ônibus da linha 25 - que faz o percurso Petrópolis / Bairro Nordeste - e obrigaram o motorista a parar. Eles mandaram todos os passageiros descerem e atearam foto no veículo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e o fogo foi controlado por volta das 15h. Ninguém ficou ferido.
O administrador Luiz Neto mora na região e contou que ouviu tiros e gritaria. "Ouvi a gritaria dos passageiros, tiros, e quando saí o ônibus já estava pegando fogo", disse.
O helicóptero da Secretaria de Segurança sobrevoou a região à procura dos criminosos. Vários carros da PM também cercaram as ruas próximas ao local do ataque, mas ninguém foi preso.
Paradas lotadas
(Foto: Michelle Rincon/Inter TV Cabugi)
Com a retirada da frota de ônibus das ruas as paradas ficaram lotadas. Apenas alternativos circulavam na tarde deste sábado em Natal.
"Estou aqui esperando há um tempão. Como pode recolher os Õnibus e deixar as pessoas nas ruas? Cadê a segurança pública? Se a pessoa não tiver dinheiro pra pegar um táxi não chega em casa. Eu tô indo pra Nova Natal que já é um dos bairro mais mal servidos de ônibus. É um absurdo isso", disse a dona de casa Ivonete Araúlo de Lima que aguardava o ônibus na parada do Via Direta.

Fonte: G1/RN