Image Map

22 junho 2014

Família diz que pastor encontrado morto na PB vinha sendo ameaçado

 
 A família do pastor evangélico José Carlos Barbosa, encontrado morto na quarta-feira (19) em Pilões, Brejo da Paraíba, disse que ele estava recebendo ameças. O delegado que está investigando o caso, Luciano Soares, disse que por enquanto a polícia não tem uma hipótese específica para o crime e trabalha com várias possibilidades.
O corpo de José Carlos foi encontrado na cachoeira do Ouricuri, ponto turístico do Brejo. Segundo a polícia, o religioso foi morto a tiros e foi levado até o local, no próprio carro, por quatro homens que o pegaram na saída de casa, em João Pessoa. Após o assassinato, os criminosos fugiram levando o veículo.
De acordo com o delegado Luciano Soares, a mãe de José Carlos disse em depoimento que o filho estava sendo ameaçado. “Não afastamos nenhuma possibilidade [de motivação], as investigações estão na fase inicial, de forma que é muito prematuro seguirmos apenas uma linha de investigação”, afirmou o policial.
Em entrevista dada à TV Cabo Branco, a mãe do pastor, Joana Barbosa da Silva, confirmou a informação e disse que o comportamento do filho estava diferente. “Ele estava triste, mas não queria me dizer. Eu percebi que ele estava sendo ameaçado, ele estava até se mudando para outro apartamento”, declarou.
O carro de  José Carlos foi encontrado carbonizado no final da manhã de sexta na cidade de Araçagi. A perícia esteve no local e examinou o veículo e o terreno ao redor.
O pastor foi enterrado durante a tarde no cemitério da cidade de Cabedelo, Grande João Pessoa, onde fica a igreja onde ele pregava.

Fonte:G1/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário